Na MEDICA 2018, indústria brasileira amplia em 243% os negócios fechados

 

A participação brasileira na edição 2018 da MEDICA superou e muito os resultados obtidos no ano passado. Foram fechados US$ 1,7 milhão em negócios, o que representa um crescimento de 243% no comparativo com o resultado de 2017. Além disso, a expectativa de negócios para os próximos 12 meses é de US$ 14,5 milhões, perspectiva 45% superior à edição passada. As 45 empresas que compuseram os pavilhões brasileiros realizaram, entre 12 e 15 de novembro em Düsseldorf, na Alemanha, cerca de 1.898 contatos comerciais. Reconhecida como maior feira do setor de saúde no mundo, a MEDICA integra a agenda de ações do Brazilian Health Devices, projeto setorial executado pela ABIMO em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

“Com um aumento de 4,5 milhões de dólares na expectativa de negócios para os próximos 12 meses em relação à edição do ano passado, encerramos a feira MEDICA certos de que as empresas participantes fizeram contatos qualificados, fortaleceram o relacionamento com seus stakeholders, e posicionaram estrategicamente os seus valores e diferenciais”, relata Larissa Gomes, coordenadora de promoção comercial da ABIMO. Em 2017 foram fechados US$ 500 mil em novos negócios e a expectativa, ao término do evento, era de geração de US$ 10 milhões em oportunidades nos 12 meses seguintes.

Satisfeitas com a geração de novos contratos e com a ampliação de suas redes de relacionamento, as empresas que participaram seguem motivadas para os próximos meses. “Essa foi nossa primeira participação e viemos com a expectativa de conhecer novas tecnologias e visualizar as principais novidades do setor de saúde disponíveis no mercado europeu. Foi uma ação muito interessante pois, além disso, encontramos vários fornecedores úteis para nossos negócios e conhecemos muita gente não só da Europa, mas também da América Latina”, declara Mayuli Fonseca, diretora de novos negócios da UniHealth Logística.

Para Victor Basso, diretor da Opuspac, a participação deste ano foi excelente. “Foi nossa segunda vez na MEDICA e estamos muito satisfeitos por criar oportunidades de negócios com diversos países. Estamos muito felizes por ter participado junto com a ABIMO, uma organização extremamente profissional e que atua com seriedade”.

Confirmando interesse em estar presente na próxima edição da MEDICA – que será realizada entre 18 e 21 de novembro de 2019 –, Dylan Góes, da BCF, visualiza uma escalada ao longo da participação da marca na feira. “Essa foi nossa quarta participação e nossos negócios tendem sempre a aumentar ano após ano graças ao trabalho do Brazilian Health Devices”, pontua.

Para Larissa, essa é uma das grandes vantagens de participar anualmente. “Estar em todas as edições ajuda na promoção da imagem das marcas. Uma das empresas participantes deste ano, inclusive, fechou negócios com um distribuidor que já a tinha visitado nos anos anteriores”, afirma.

Os pavilhões brasileiros também realizaram o tradicional Brazilian Happy Hour para receber os convidados em um momento de fortalecimento do relacionamento com grandes tomadores de decisão. Ao som de música brasileira e servindo um buffet típico do nosso país, empresas e clientes puderam vivenciar momentos de descontração.

A edição 2018 da MEDICA recebeu, ao longo dos quatro dias de evento, cerca de 120 mil visitantes vindos de 155 países. Foram 5.273 expositores de 66 nações e a agenda de fóruns e conferências superou 1.000 apresentações. A próxima edição já está marcada e será realizada de 18 a 21 de novembro em Düsseldorf, na Alemanha.

Clique aqui e acesse as fotos desta edição

Clique aqui e acesse o vídeo com a cobertura

Fonte: https://abimo.org.br

Latini Group

 

Redes sociais